Regina Mitra - Hipnose e Psicologia Clínica 
Porquê Hipnose
Porquê Hipnose

A hipnose como terapia é um excelente caminho para descobrir coisas simples e fantásticas como a relação da família, o carinho das pessoas, o gosto e amor pelo trabalho, o equilíbrio emocional, aliviar ou evitar o stress, exibir sempre um sorriso, cantar, assobiar. Mas também poderá ir muito mais além, poderá descansar sua mente, corrigir e organizar as informações de sua mente inconsciente, aliviar as pressões e assimilar melhor as informações de aprendizagem. Quando temos a mente exausta, confusa, não conseguimos organizar nossa vida e a Hipnose é uma ferramenta muito importante, poderá até mesmo curar e fazer a vida das pessoas seguirem de forma mais leve, agradável e salutar. Perder o medo, saber dominar suas emoções, adquirir auto-estima e confiança, controlar a ansiedade e modificar os hábitos, é um dos papéis mais importantes da hipnose. Modificando certos hábitos a pessoa poderá deixar de fumar, perder peso, sentir-se mais calmo, dormir melhor, relacionamento social e familiar com prazer e alegria, aprendizagem e assimilação mais facilitada na escola e no dia-a-dia, enfim, a hipnose é uma forma de aprender a se conhecer, descobrir factos de seu passado que possam estar a implicar na sua vida. Não podemos confundir hipnose com magia. O resultado virá somente com a participação activa do paciente, o querer mudar, o querer curar, o querer conseguir atingir objectivos. Vai depender da vontade do paciente, da modificação de seus hábitos e controlo de suas emoções diante das sugestões dadas. Hevrá de se respeitar o tratamento da “Auto-Hipnose” que o terapeuta ensinará, isto o ajudará imenso na recuperação e no tratamento. A sua mente o acompanha, estará em tudo o que faz, estará em todos os lugares que vá, por isso, haverá de estar bem preparado para dominar e controlar sua vida, seus hábitos, medos e dificuldades.

Rating: 2.7/5 (436 votos)



ONLINE
1




"Beija-Flôr"

AUTOCARAVANISMO: Uma opção de vida, curtir a natureza e viver emoções.

Fixe